‘Forgotten’: um surpreendente thriller que reafirma o grande nível do cinema sul-coreano

Forgotten


Hoje se estreia em Netflix um dos filmes asiáticas mais esperadas da plataforma este ano: ‘Forgotten’, um thriller psicológico e promete grandes doses de tensão e mistério. O cinema oriental tem crescido de forma exponencial nos últimos anos, mais rapidamente do que se esperava, pelo que o seu mercado se abriu para o Ocidente de forma muito mais clara e agora podemos desfrutar de seu cinema, quase com total liberdade (sobretudo graças às plataformas digitais).

Mas hoje eu quero fazer empenho na qualidade do cinema realizado na Coreia do Sul. Nestes últimos anos, se colocou à frente de muitos outros países do continente, como o Japão, quase sem dar-nos tempo para assimilá-los. ‘Forgotten’ é um dos mais recentes exemplos do porquê dessa evolução e do porque muitos de nós estamos muito contentes com este tipo de cinema.

a Focar totalmente no filme, podemos dizer que, uma vez mais, vemos vários elementos que podem fazer com que o espectador fique preso à tela, indo de um traço mais fino e equilibrado no seu mistério a um nível artístico e técnico que está fora de toda dúvida.

Se algo faz falta hoje em dia são dose de originalidade, que nos permitam adquirir interesse para a trama de um filme qualquer, pois estamos em uma época onde os remakes e as sequelas chegaram a níveis insufribles e você precisa de uma lufada de ar fresco com urgência. A coreia do Sul é o ar fresco.

O filme é centrado na vida de um garoto que tenta descobrir a verdade após o sequestro de seu irmão mais velho, que volta como um homem diferente, depois de dezenove dias de cativeiro, dos quais diz não se lembrar de nada.

Forgotten-Netflix-2

Uma fita que mistura o thriller psicológico com toques de horror atmosférico e que joga de forma excelente com as sombras e a paranóia do irmão mais novo durante os dias de desaparecimento. Jang Hang-abr, responsável pelo roteiro e a direção, sabe como nos fazer sentir a angústia da situação em todo o momento, fazendo com que a desinformação que temos como espectador seja a mesma que tem o nosso protagonista e assim criando uma situação em que o interesse se acrecenta a cada minuto que passa.

Um dos pontos mais fortes do filme encontra-se no domínio das situações que tem o traço, pois sabe quando e como nos surpreender. Muitos pensam que o cinema sul-coreano, às vezes, peca por ser muito lento, mas desta vez temos um exemplo claro de que a pressa não são boas conselheiras, pois esta é uma fórmula que deve ser cozido de forma lenta e segura.

Além disso, devemos salientar a excelente interpretação que levam a cabo os dois irmãos, sobretudo a do irmão mais velho (Kim Mu-Yeol), pois consegue criar uma insegurança e uma inquietude que não desaparece durante todo o filme. O que é que lhe aconteceu? Essa é a pergunta que nos rondará a cabeça em qualquer momento, à medida que avança o filme, já que quanto mais nos aproximamos ao seu final, mais desorientados e surpreendidos nos encontraremos, fazendo-nos ter a pele de galinha e golpeándonos com um secreto, mas tremendo desenlace.

Forgotten-crítica-1

Mas não só no roteiro, podemos verificar qualidade, pois se nós nos concentramos nos n.os mais técnicos, nos daremos conta de que tanto o n.o sonoro como o de fotografia estão muito bem construídos, sendo vital para o desenvolvimento de muitas das cenas e dotar-se de uma intensidade para o conjunto que está muito acima da média. O domínio do ritmo e o pulso firme após a câmara de todo o computador fazem com que ‘Esqueceu’ não seja um simples thriller, mas um exemplo do que deveria ser o cinema atual.

Além disso, um dos traços mais marcantes do cinema moderno coreano é a aposta firme e constante com os jovens talentos, e este filme segue confirmando com o Kang Ha-Neul (o protagonista da história), um ator que, apesar de sua juventude, já tem uma notória trajetória e mostra a solidez e bom fazer frente à câmera.

Forgotten-crítica-2

Com ‘Forgotten’, os amantes do melhor filme estão de parabéns e o país sul-reivindica o seu bom estado de forma, pois nos últimos anos temos visto muitos exemplos de grande calibre como ‘Encontrei o diabo’ (‘I Saw The Devil’), ‘New World’ ou ‘O estranho’ (‘The Wailing’). Aqueles que procuram um bom mistério, ambientes perturbadores e histórias com engenhosos reviravoltas da trama, não devem se perder este filme.

Certeza passará a ser uma das referências asiáticas dentro do catálogo deste gigante que é Netflix e pode terminar sendo uma das fitas imprescindíveis neste ano de 2018.

Também recomendamos

'Star Trek: Discovery' salta ao universo espelho em sua vibrante volta

Alucinante trailer de 'Psychokinesis' – o diretor de 'Train to Busan' você vai passar os super-heróis

WhatsApp: como pesquisar mensagens


A notícia ‘Forgotten’: um surpreendente filme que reafirma o grande nível do cinema sul-coreano foi publicada originalmente em Espinof por Juanma Fernandez .


Espinof

‘Forgotten’: um surpreendente thriller que reafirma o grande nível do cinema sul-coreano
Source: português  
February 21, 2018


Next Random post